Jogador Nº 1, de Ernest Cline

jogadorn1

Na última semana entrei numa onda de pegar vários livros de fantasia e ficção científica pra ir ler, comecei com Neuromancer, mas a história começa meio devagar e não me prendeu, mesmo eu sendo apaixonada pela temática cyberpunk, quem sabe mais pra frente eu volto nele e finalmente empolgo…

Enquanto isso, me indicaram um livro que eu nunca tinha ouvido falar, chamado Jogador Nº1 (ou Jogador Número 1) do autor Ernest Cline. Antes de começar a ler eu não tive tempo de buscar nenhuma sinopse ou review sobre o livro, mas achei a capa tão bonita que nem liguei. Vou falar pra vocês as minhas primeiras impressões sobre o livro, comecei a ler no caminho pra faculdade e só parei quando cheguei (quase 2 horas depois), li mais um ou dois capítulos pra voltar, mas o sono não deixava mais.

O livro é na verdade contado numa narrativa em primeira pessoa por um garoto chamado Wade Watts, ele conta a história de como venceu um concurso mundial para conquistar uma fortuna bilionária através de uma realidade virtual. Nossa, pera, o que? É, falando assim parece bem viajado, mas imaginem um mundo onde Second Life evoluiu e se uniu ao Oculus Rift, é mais ou menos em volta desse jogo – chamado OASIS – que o garoto vive. Eis que um dia, em 2044, o criador desse programa morre e deixa para todos os usuários e pessoas do planeta o desafio de encontrar um easter egg em seu jogo, o primeiro que conseguir leva toda a sua fortuna e a sua empresa… Só que leva mais de 5 anos pra que isso aconteça.

Bem, agora que tudo fez um pouco mais de sentido (espero), posso dizer que o livro está LOTADO de referências nerds dos anos 80 pra frente, de jogos à filmes, de seriados à quadrinhos. Quem curte Star Trek, Star Wars, até mesmo filmes clássicos como Clube dos Cinco e derivados, vai achar o livro bem divertido.

Se achar que vale a pena, quando acabar de ler eu volto aqui contar um pouco mais!

heart213